ANUNCIE@PELEIAFC.COM
CONTATO@PELEIAFC.COM
Por 12.04.2018
Anuncie Aqui!

São josé entra na reta final de preparação para a Série D

O São José faz, na manhã deste sábado, em Caxias do Sul, o último jogo preparatório antes da estreia no Brasileiro Série D. Faltando uma semana para entrar em campo pelo nacional, o Zeca encara o Caxias, às 10h, no Estádio Centenário. É a terceira partida da fase de preparação da equipe comandada por Rafael Jaques. Diferente das anteriores, contra o Internacional e contra a equipe Sub-20 do Grêmio, desta vez o jogo é considerado um amistoso oficial. As duas equipes, que disputarão a Série D, atuarão com uniformes de jogo, diferente de um treino.

"Será um jogo forte. São dois times que estarão diferentes do que foi no Gauchão ou no nosso primeiro amistoso do ano, também no Centenário. Eles também têm peças novas no elenco e estão buscando ritmo. É uma partida para verificar os erros e corrigi-los. É nesse momento que as falhas precisam aparecer, e contra o Caxias é sempre um teste qualificado, porque saem bons jogos, sem guerra. Os dois times querem propor e jogar", avalia Jaques.

Será a primeira vez que ele terá em campo o volante Ben Hur, o lateral-esquerdo Romano e o atacante Janderson.

"Na primeira semana no clube, eles fizeram um trabalho forte de recondicionamento físico. Só então pude contar com eles nos trabalhos com o grupo. Participaram somente de um trabalho de organização defensiva e outro de organização ofensiva neste período. Observei eles com cuidado, mas é em situação de jogo mesmo que conseguimos ver potenciais, a forma como cada um reage na partida, junto com o grupo e sob pressão", comenta o treinador.

Nesta sexta, a equipe ainda deve fazer mais um trabalho de organização defensiva. A delegação parte para a Serra no começo da manhã de sábado.

SOLIDARIEDADE

Afora a intenção dos dois clubes de buscarem o melhor entrosamento antes da estreia na Série D, o amistoso deste sábado terá um caráter especial. É um jogo solidário em benefício ao tratamento do jovem Bruno Caldart, que sofre da rara doença de Crohn.

A entrada para o torcedor no estádio caxiense custará pelo menos R$ 10, mas é possível pagar mais do que esse valor. Toda a arrecadação será encaminhada ao tratamento.

Caldart foi diagnosticado aos 14 anos. Ele precisa ir ao interior de São Paulo para fazer o transplamte de células tronco. O procedimento envolve dois meses entre acomodações, exames, hospitalização, transplante e os custos da cirurgia.

VOLTAR PARA O BLOG