ANUNCIE@PELEIAFC.COM
CONTATO@PELEIAFC.COM
Terceirona Gaúcha Por Tiago Nunes 31.07.2016
Anuncie Aqui!

Para não fechar as portas, Riograndense busca 150 sócios

O vice-presidente do Riograndense, Márcio Rubin, deu fortes declarações em entrevista a Rádio Imembuí, de Santa Maria nesta semana. Na próxima terça-feira, a diretoria executiva do clube será apresentada oficialmente e na mesma ocasião, Rubin irá mostrar de forma detalhada aos conselheiros, torcedores e imprensa, o projeto para os próximos dois anos de mandato, junto com o presidente José Luis Coden. 

Na sua primeira fala, o vice presidente foi claro e objetivo. O Riograndense precisa de 150 sócios pagando 50 reais para manter o clube aberto. Esse dinheiro, cerca de sete mil reais, seria para pagar as contas básicas como água, luz e telefone. Assim, o Riograndense ficaria de portas abertas, pois, de acordo com Rubin, se o clube não tiver dinheiro para quitar as necessidades básicas do dia, como vai fazer futebol? Esse foi o questionamento feito pelo vice-presidente. A meta é chegar a esse número em no máximo um mês, caso contrário, o clube fechará. 

Sobre o futebol, Rubin não confirmou a participação do Riograndense na Terceirona Gaúcha 2017. Segundo ele, o foco agora é viabilizar o clube. Sem esse número mínimo de sócios, não tem como colocar um time em campo. A ideia é mudar de vez o planejamento do esmeraldino e transformar a instituição em uma empresa. 

VOLTAR PARA O BLOG